top of page
inaugurao-exposio-rostos-invisveis-da-imigrao-no-brasil_51549694788_o_edited.jpg

PAULO CHAVONGA

Artista plástico, poeta, Cineasta, muralista, arte educador e professor.

Do trabalho de Chavonga emergem retratos vívidos e expressões que retratam a experiência quotidiana de pessoas comuns, no Brasil e em diferentes partes do continente africano. Nascido em Angola, o forte diálogo estabelecido pelo artista com os elementos da cultura africana se expressa em suas telas, oferecendo ao público sínteses preciosas do que surge das profundezas de sua imaginação. Seus trabalhos são conhecidos pela expressão forte nos retratos e pela vibração das cores. Seu fascínio pela expressão humana e das culturas africanas resulta em estudos dos povos de lugares em que já passou. São a tradução de dias passados no Kandongueiro, no kimbo, festas de quintal, conversas em volta da fogueira.

Paulo Chavonga nasceu em 1997, na província de Benguela, na região central de Angola. Iniciou sua produção artística em grupos de estudos comunitários entre artistas, como no Núcleo de Jovens Pintores (NJP) de Benguela, que começou a frequentar em 2010. Aprimorou-se em pintura a partir das ações do grupo e de estudos relacionados à observação de outros artistas experientes. Em 2015, já residente da cidade de Luanda, ingressou na União Nacional de Artistas Plásticos (UNAP), enquadrando-se na Brigada Jovem de Artistas Plásticos (BJAP) e participando de várias atividades e exposições do grupo, como a de aniversário da UNAP, em 2016. Ainda em 2015, teve a sua primeira exposição individual – Passos de um artista –, na Mediateca de Benguela, em sua cidade natal, lugar onde também expôs, no ano seguinte, em sua segunda mostra individual, Traços de uma gota de sonhos, no Hotel Praia Morena. Entre 2015 e 2017, participou das Mostras de Jovens Criadores da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa), com itinerância internacional em países como Portugal e Moçambique, e, em 2017, participou da Expo Conexões, em Moçambique, para onde retornou em 2019, na Expo Move Your Art, seguindo para a Expofacic, em Cantanhede, Portugal, naquele mesmo ano. Em 2017, o artista emigrou para o Brasil, vivendo na cidade de São Paulo. Em 2018, começou a frequentar a comunidade hip-hop da zona sul, participando de diversos projetos ligados ao movimento, como Hip-hop em posse do poder negro e SP capital da diáspora africana, nos quais foi responsável pela pesquisa, intercâmbio, coordenação e realização de oficinas formativas com jovens e adultos. Participou também de edições do Mês do Hip-hop paulistano. No mesmo ano teve a sua terceira exposição individual - Nômada: Arte africana sem fronteira, na Galeria Olido - São Paulo, com itnerância para o Centro Cultural da Penha em 2019. Em 2020, foi selecionado para a Bienal Naïfs do Brasil, realizada no Sesc Piracicaba, com curadoria de Renata Felinto e Ana Avelar. Em 2021, participou da residência artística do Museu da Imigração do estado de São Paulo, finalizada com a mostra Rostos invisíveis da imigração no Brasil. Nesse mesmo ano, instalou seu ateliê no bairro do Tatuapé, zona leste de São Paulo, onde recebe visitas e promove encontros. Em 2022, foi um dos selecionados para o 32º Programa de Exposições do Centro Cultural São Paulo, com o projeto Áfrikas: olhares descoloniais. Em 2023, lançou o seu primeiro filme documental Sonhos exilados, o filme teve estreia no SPcine Olido, no centro de São Paulo e logo depois ficou em cartaz no Museu da Imigração do estado de São Paulo, lugar onde também teve a sua sexta exposição individual Onde o arco-íris se esconde de Julho a Novembro do mesmo ano. 

Simbolo Tchokwe Lusona

Exposições Individuais: 

2023 - "Onde o arco-íris se esconde"- Museu da Imigração do estado de São Paulo -Brasil

 

2022 - "Áfrikas: Olhares descoloniais" - Centro cultural de São Paulo - Brasil

 

2021 –2022 - "Rostos invisíveis da imigração no Brasil"- Museu da imigração do estado de São Paulo - Brasil

2019 -“NÔMADA: ARTE AFRICANA SEM FRONTEIRA” - SP – BRASIL: “Centro cultural da Penha"

2018 -“NÔMADA: ARTE AFRICANA SEM FRONTEIRA” - SP – BRASIL: “Galeria Olido"

 

2016 -“Traços de uma gota de sonhos” - Benguela - Angola 2015 -“Passos de Um Artista” - Benguela - Angola

Simbolo do sol

Filmes

2023 - "Sonhos Exilados"

Simbolo Tchokwe Lusona

Exposições Coletivas:

2020 -”100 POSTAIS PARA O FUTURO – Sesc Av. Paulista

2020 -”Bienal Naifs do Brasil Sesc SP – Piracicaba – Brasil

2019 -”Expofacic” - Cantanhede – Portugal 2018 - “Expo Move your Art” - Maputo - Moçambique

2017 -“VIII Mostra de Jovens Criadores da CPLP” - Lisboa - Portugal

2017 -“Expo CONEXÕES” - Maputo - Moçambique

2016 -“Expo aniversário da União dos artistas Plásticos de Angola” - Luanda - Angola

2015 -“VII Mostra Internacional de Jovens Criadores da CPLP” - MAPUTO - Moçambique

 

2015 -“VII Mostra Nacional de Jovens Criadores da CPLP” - Luanda - Angola

Simbolo Tchokwe Lusona

Contribuições Artísticas e Ações Coletivas:

2023 - Ateliê Aberto com Paulo Chavonga – Sesc Belenzinho, São Paulo – Brasil

 

2022 - Ateliê Aberto com Paulo Chavonga – Sesc Avenida Paulista – Brasil

 

2021 - Residência Artística "Imigração e os tijolos do racismo no Brasil - Museu da imaginação do estado de São Paulo – Brasil

 

2021 - Webserie Artbattle Brasil desafio 20 minutos

 

2021 - Mural identidade africana na rua Artur de Azevedo em Pinheiros - São Paulo - Brasil

 

2020 - Museu de Arte de Rua (MAR) - Brasil Sp (UBS Arrastão - R. Dr. Joviano Pachêco de Aguirre, 255) 2019 - Mês do Hip Hop 2020 – Brasil Sp

2019 – Luau da Diáspora CENTRO DE CULTURAS NEGRAS MÃE SYLVIA DE OXALÁ

 

2019 - Ministrou o curso de pintura “PINTANDO A AFRICA COM ACRÍLICO” - Sesc Avenida Paulista e Sesc Piracicaba

2018 2019 - MÊS DO HIP HOP SUL GRAFFITI

 

2018 - Semana Afrikanse - Sesc Avenida Paulista (Live Painting)

2018 – Semana Afrikanse - Sesc Avenida Paulista PARTICIPOU EM RODA DE CONVERSA SOBRE ARTE CONTEMPORÂNEA AFRICANA

 

2018 - MÊS DO HIP HOP 2018 | SUL OFICINAS DE RAFFITI E OFICINAS DE GRAFFITI

2015- HIP HOP EM POSSE DO PODER NEGRO PARTICIPOU NA PESQUISA, INTERCAMBIO E COORDENAÇÃO, REALIZAÇÃO DE OFICINA FORMATIVA VIA YOUTUBE COM JOVENS E ADULTOS

 

2016- SP CAPITAL DA DIÁSPORA AFRICANA PARTICIPOU NA PESQUISA, INTERCAMBIO E COORDENAÇÃO, REALIZAÇÃO DE OFICINA FORMATIVA VIA YOUTUBE COM JOVENS E ADULTOS

Paulo Chavonga apresenta seu ateliê e fala sobre seu processo criativo

[ Clique na imagem para assistir o vídeo ]

Nesse documentário Paulo Chavonga da espaço para que imigrantes de origem africana possam falar não apenas das dificuldades que passaram e ainda passam no Brasil. Mas de suas histórias familiares, suas culturas e costumes e seus sonhos antes e depois da chegada no Brasil. O filme está em destaque no Museu da Imigração do estado de São Paulo até 26 de Novembro de 2023

Sonhos exilados - um filme de Paulo Chavonga

[ Clique na imagem para assistir o trailer ]

Exposições

Paulo Chavonga trabalha principalmente com pintura em pequenas e em grandes escalas, mistura retratos expressivos inspirados em histórias de imigrantes africanos no Brasil, com temas como memórias de sua infância ou a vida quotidiana do seu País

Exposição Onde o Arco-íris se esconde
Exposição Onde o Arco-íris se esconde
Exposição Onde o Arco-íris se esconde

2023 - "Onde o arco-íris se esconde"- Museu da Imigração do estado de São Paulo -Brasil

Exposição Áfricas: Olhares descoloniais
Exposição Áfricas: Olhares descoloniais

2022 - "Áfrikas: Olhares descoloniais"- Centro cultural de São Paulo (CCSP) - Brasil

Exposição: Rostos Invisíveis da imigração no Brasil
Exposição: Rostos Invisíveis da imigração no Brasil

2021 –2022 - "Rostos invisíveis da imigração no Brasil"- Museu da imigração do estado de São Paulo - Brasil

Exposição: Nômade: Arte Africana sem fronteiras

2018 -“NÔMADA: ARTE AFRICANA SEM FRONTEIRA” - SP – BRASIL: “Galeria Olido"

Bienal Naïfs do Brasil Sesc Piracicaba

2020 -”Bienal Naifs do Brasil Sesc SP – Piracicaba – Brasil

Murais

Mural Dona Domingas na Vila leopoldina São Paulo

Mural – Projeto cores do mundo – Vila Leopoldina - São Paulo

MURAL DE PAULO CHAVONGA EM SÃO PAULO

Imagens parciais do Mural "Identidade" de Paulo Chavonga à rua Arthur de Azevedo, 1877

Paulo Chavonga, 2021

Título: Identidade

Dimensão: 25,70 x2,45 m

Técnica: Tinta acrílica, Spray sobre tapume

Mural na Vila leopoldina São Paulo
Paulo Chavonga. Foto: Gabryel Sampaio para ELLE Brasil
Mural na Vila leopoldina São Paulo
Mural na Vila leopoldina São Paulo

Mural – Projeto cores do mundo – Vila Leopoldina - São Paulo

Mural Museu de Arte de Rua (MAR)

2020 - Museu de Arte de Rua (MAR) - Brasil Sp (UBS Arrastão - R. Dr. Joviano Pachêco de Aguirre, 255)

Obras

bottom of page