Destaques

IMG_5441.HEIC.heic

ROSTOS INVISÍVEIS DA IMIGRAÇÃO NO BRASIL

O trabalho de Chavonga não se faz importante apenas ao propor uma retratística, mas sim na escala em que o faz, expandida, agigantada, em que os sujeitos se tornam donos de si e de nós, que os observam. São imagens de trabalhadores imigrantes, que ganham o espaço de prestígio da tela, do existir e do ser visto. São pessoas que integram o núcleo de convívio do artista, estabelecendo relações que não limitam a execução do trabalho, mas que ganham forma em vida, no cotidiano, na labuta diária. Dada a quantidade de pessoas de origem africana que adentram ao território brasileiro nos últimos anos, estamos diante de uma nova vereda das relações raciais no país, que guarda resquícios de um processo colonizador em que a mão de obra africana foi usada em larga escala, perpassa a modernidade capitalista e o surgimento do Estado-nação brasileiro, calcado no ideal de mestiçagem e harmonia que não se concretizou em termos de igualdade efetiva. Nestes termos, a migração africana é uma espécie de vingança da história às avessas, pois o sujeito que volta para ser o demiurgo de um passado ocultado se defronta com um presente não menos complicado. Nesse aspecto, o migrante africano representa o retorno concreto daquilo que a história brasileira tentou negar. Curadoria: Luciara Ribeiro, Emília estrada, Márcio Faria e Caroline Rocha 

esperanca-em-pedacos-2019-chavonga-foto-de-isabella-matheus_50616251078_o-1.jpg

visite a 15a. edição da Bienal Naïfs do Brasil - Ideias para adiar o fim da arte na Plataforma Sesc Digital para descobrir que, além de ver imagens das obras premiadas, você pode ouvi-las, explorando uma coleção de audiodescrições especialmente preparadas para a mostra.

pc5_290220017.jpg
17843109389444250.jpg

projeto MAR 360°

O museu de Arte de Rua, apresenta mais de 40 murais de grafites em um tour virtual por São Paulo. São obras de variados temas, incluindo a pandemia de covid-19. 

O tour contempla diversos bairros da cidade, por meio de uma plataforma online que possibilita a visualização de um mapa personalizado

100 Postais para o Futuro

Para o projeto 100 Postais para o Futuro o Sesc Avenida Paulista provocou dez artistas que atualmente moram em São Paulo, SP a pensarem de maneira poética em como será o futuro, com uma visão crítica do presente. Dessa provocação, cada artista fez uma série de dez obras, que foram enviadas pelo correio diretamente para as cem pessoas inscritas.

Bienal Naïfs do Brasil

Ateliê

IMG_4457[1].PNG
1/9
Entre em contato e agende uma visita para conhecer o meu ateliê 
IMG_4457[1].PNG
IMG_4457[1]_edited.png

REDES SOCIAIS

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram

Facebook​​​​

Youtube

Instagram

CONTATO

IMG_5707.PNG.png
  • Instagram